História

Imagem

Era apenas uma folha em branco. Todos observavam suas ranhuras e seus pequenos defeitos, mas era tão perfeita que tinham pena de continuar a história da tão pequena folha. Parecia tão encantadora aos olhos, mas não conseguia tocar o coração dos que não viviam. Pensavam em escrever isto e aquilo, mas apenas à imaginação cabiam as palavras. Nunca ninguém havia se interessado em continuar a tão pequena história de uma perfeita lasca de papel. E mais uma vez ela era vista como intocável.

Até que um dia, já cansada de ser descartada, já pensando em um fim sem história, acaba sendo levada sem pretensões em uma pasta onde cabiam tantas histórias sem fim que não soube por onde começar. Repousada em uma mesa de vidro, observava seu verso, outro lado de muitas ranhuras e curvas perfeitas. Esquecida ali, houve apenas um homem na história que pela primeira vez notou mesmo sem experiência que a folha mais perfeita por fora era a que menos tinha histórias pra contar. E sem pena de usá-la, rasgá-la e cobri-la de riscos tortos e sem medida, tal homem a fez da mais interessante e extrovertida folha de papel. A fez de mocinha e vilã, de feliz e sofrida mulher, de inteligente e nobre plebeia. Das mais apaixonadas pela vida. Levou suas histórias de uma ponta a outra do mundo e ficou mais conhecida como amante de Dom Quixote e de Robinson Crusoé.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s