AMOR IMPOSSÍVEL

Imagem

Em uma tribo de índios no sul do Brasil, eu, Oribici, amava o cacique e sonhava em me casar com ele. Mas, havia outra mulher, muito bela e admirada pela sua excelente pontaria. O cacique Tankamana acabou se casando com a outra.

Chorei tanto e por tantos dias, que se formou uma poça d’água com minhas lágrimas. Então, pedi a Tupã que me transformasse em pássaro para que eu pudesse ficar mais próxima do meu amor impossível. Meu desejo se concretizou. Pude ver de perto o grande amor que o cacique sentia pela mulher com quem havia se casado e a maneira carinhosa com que a tratava. Resolvi partir voando, com minhas leves asas, para bem longe.

Voei tão alto a fim de esquecer o passado que acabei descobrindo a maravilhosa sensação de liberdade. Assim, reconquistei a vontade de viver e passei a querer conhecer novos horizontes. E, mais uma vez, fui presenteada por Tupã, com um belo canto, que me fez ser admirada por todos, em todos os lugares pelos quais passei, levando alegria e esperança para muitos corações.

Com isso, aprendi que podemos encontrar a felicidade de muitas maneiras, basta sermos corajosos e não desanimarmos diante de obstáculos. Assim, transmitiremos sempre bons ensinamentos para todas as gerações que virão. 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s